302 Found

302 Found


nginx

Destaque

Entre 8 e 12 de julho de 2019 foi realizada XXVI edição do Congresso Brasileiro de Ornitologia, na Universidade Vila Velha, em Vila Velha, no Espírito Santo. O evento foi organizado pela Sociedade Brasileira de Ornitologia em conjunto com o Programa de Pós Graduação em Ecologia de Ecossistemas e graduação de Ciência Biológicas da UVV. Esse ano o tema do evento foi “Adaptação das aves a um Brasil em constante mudança”, buscando realçar a necessidade de uma abordagem dinâmica nas pesquisas da área.

A dissertação de mestrado intitulada “O lugar com aquarela de natureza e cultura”, defendida no PPG-CiAC, em 2014, deu origem ao artigo “Nos submundos da globalização econômica: o processo de fragmentação do convívio e desterritorialização simbólica de uma aldeia de pescadores”, recém-publicado na revista InterEspaço, vinculada à Universidade Federal do Maranhão.

No dia 15 de abril de 2019 foi realizada de uma ação de limpeza na restinga e praia do bairro São José do Barreto em Macaé, RJ. Ela ocorreu nas imediações do Parque de Exposições Latiffi Mussi Rocha, na altura da Rua cinco. Os protagonistas dessa atividade foram os Jovens Aprendizes da ONG Viva Lagos (antiga Viva Rio) que estavam sob a supervisão dos educadores Éberson Junger e Diego Gazone, Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Conservação (PPG-CiAC) e atualmente Doutorando do mesmo Programa.

Por Dayana Andrade e Felipe Pasini.

Parte dos desafios de um pesquisador é conseguir comunicar os resultados de sua investigação científica para a sociedade. O que dizer então do desafio de estabelecer um diálogo entre aquilo que você estudou e os “mini cidadãos”, as crianças de uma comunidade. Nos últimos seis meses nós tivemos a oportunidade de fazer isso com as pesquisas acadêmicas de mestrado e doutorado que desenvolvemos no PPG-CiAC, levando parte de nossas hipóteses e dados levantados para a prática: implantamos hortas-florestas com as crianças das escolas primárias de uma zona no interior de Portugal.

Imagine viver com menos de 30% do seu corpo. Certamente muitas funções seriam perdidas. Viver com 30% dos seus neurônios, por exemplo, seria como desempenhar todas as funções cerebrais humanas com o cérebro de um cachorro ou de um porco. Ler um texto como esse seria provavelmente impossível.

Subcategorias

UFRJ PPGCIAC - Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Conservação
Desenvolvido por: TIC/UFRJ